sexta-feira, 24 de maio de 2013

Poema do dia


Amor: a cura para o ódio

Perdemos nossa inocência
perdemos nossa decência,
deixamos nossas prioridades
e escolhemos a maldade.
Criamos um mundo rude e cruel
mais amargo que o puro fel.
Existe um lugar singelo no fundo do teu coração
que clama por compaixão.
Estamos deixando um mundo sombrio e triste
e um sorriso que não mais existe.
Nossas crianças não tem mais a pureza,
muitas carregam armas cheias de dureza
mostrando uma dura realidade
pois vivemos em um mundo cheio de crueldade!
Faça sua vida melhor a cada dia,
faça sua família crescer forte sadia.
Somos criados à imagem de um Ser perfeito
mas nosso semblante mostra algo que não aceito,
mas eu sei que jeito,
quando aprendemos o caminho por preceito.
Nossos espíritos nunca morrerão,
não nasceram, porque sempre existirão.
Somos irmãos em espírito, e na carne somos amigos
mas nosso ódio nos fez crescer inimigos.
Vamos dar as mãos
e viver em eterna união
e mostrar que para tudo salvação,
que nossos filhos não precisam viver em desolação.
Vamos curar o ódio com amor
vamos dar as mãos para plantar uma flor,
você negro, asiático, índio ou branco
que dorme numa mansão ou num banco
mulher ou homem, não importa a religião,
pois no meu coração sempre haverá união
entre os povos e todas as nações
pois hoje entrelaçamos nossos corações.
Vamos lutar pela vida e pela liberdade
pela justiça e pela solidariedade
pela paz e pela verdade,
não importa seu idioma ou sua idade
somos filhos de uma mesma mãe, somos irmãos
somos filhos da Terra, nossa casa e nosso lar
que mundo queremos deixar?
curamos o ódio com amor e caridade
com amor não fingido, com amor de verdade
Se como salvar nossos filhos e a futura geração?
A resposta está em seu coração.

Um comentário:

  1. Boa tarde !
    Adorei o texto..
    Abraços
    ótimo final de semana
    Vanessa

    ResponderExcluir